A alegria do perdão.

            Nossa vida cristã começa com o perdão, o perdão que Deus nos dá através de Jesus para os nossos pecados. E Jesus...


           

Nossa vida cristã começa com o perdão, o perdão que Deus nos dá através de Jesus para os nossos pecados.

E Jesus, além de nos mostrar o que é o perdão, morrendo na cruz por nós, também nos deixou como lição o PERDOAR. Fomos perdoados para perdoar nossos irmãos.

Jesus nos ensinou a pedir para Deus nos perdoar conforme nós perdoamos os nossos irmãos. E como é que temos perdoado? Se é que temos liberado perdão...

Muitas pessoas vêem o ato de perdoar como ofensiva demais, muita humilhação, ou que simplesmente não irá perdoar por que a pessoa ofensora não mudou a opinião, o jeito de ser. Quando na verdade perdoar, é uma grande benção, pois quando não perdoamos, por mais que tentamos esquecer, ficamos presos com a pessoa ofensora, aprisionados com a situação. E mágoa é como um câncer que corroe o nosso interior, não conseguiremos ficar em paz enquanto não liberarmos o perdão.

Quando retemos mágoa, estamos cometendo um pecado, e nossos pecados, assim como diz o texto, só serão perdoados por Deus se perdoarmos também aquele que nos ofendeu. É uma pista de duas mãos, conforme nós perdoamos Deus também nos perdoa...

Se Deus, na sua santidade e justiça, perdoou e continua a nos perdoar, pessoas insignificantes, que volta e meia peca, mesmo tendo sido agraciados e purificados através da morte de Jesus na cruz, quem somos nós para não querer perdoar as outras pessoas? E em Miquéias 7.18,19 diz que Deus não somente nos perdoa, mas que também esquece as nossas transgressões, lançando-as nas profundezas do mar:

“Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniqüidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O SENHOR não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.”

Assim como Deus tem prazer em ser misericordioso conosco, que nós também tenhamos alegria em perdoar, não somente para o nosso próprio bem, de nos sentir mais "leves" estando limpos diante de Deus, por ter nossos pecados perdoados, mas que tenhamos alegria em perdoar, para através da nossa atitude, ser canal de benção para a pessoa ofensora, e que através de nosso testemunho, ela possa vêr Cristo em nossas vidas, podendo também ter sua vida transformado para a glória do Senhor.


Por Grá Carol Donadeli

Postagens Relacionadas

0 comentários