Os bezerros de ouro de cada um...

Ficamos horrorizados quando lemos no livro de Êxodo que o povo de Israel, depois de terem sido extraordinariamente libertos da escravid...



Ficamos horrorizados quando lemos no livro de Êxodo que o povo de Israel, depois de terem sido extraordinariamente libertos da escravidão do Egito, construíram um deus para eles com ouro e prostraram-se diante dele.

Vemos que cada cultura tem seu deus construído conforme a ideia de cada povo.

Uns adoram o deus sol, outros adoram o deus vaca, cada qual conforme seu pensamento, sua concepção, sentimento, desejo.

E não é diferente em cada um de nós, conforme nossa concepção.

Uns fazem, produzem, constroem na sua religiosidade um deus iracundo, outro o deus liberal, outro um deus hippie, todo descolado, outro um deus fracote que precisa da ajuda de sua mãe, ou um deus velhinho e já meio gagá...

Ideias humanas sobre quem é e como é Deus, conforme suas experiências de vida.

E conforme cremos e formamos nosso próprio deus, moldamos também a nossa vida e assim também queremos ditar a fé dos outros.

E assim como o povo de Israel estava errado em moldar um deus conforme o que já haviam vivido no Egito, suas experiências de vida, o que o satisfaziam e lhes davam uma certa esperança, nós também estamos errados em arquitetar nosso próprio deus.

Devemos conhecer verdadeiramente quem é Deus, e isso se dá a partir e somente pelas Escrituras.

Não podemos moldar e reduzir o soberano e onipotente Deus conforme achamos e construímos na nossa mente, mas sim buscar através da Palavra conhecê-lo como Ele o é, em toda a sua Majestade, Justiça, Amor e Santidade.

Deixemos de construir nosso próprio deus para realmente conhecer o Deus que veio ao nosso encontro em forma humana para nos identificar com Ele porém também reconhecer a sua santidade e a nossa miserabilidade vendo que nada somos e quão necessitados de sua graça, perdão e salvação.

Conhecer verdadeiramente a Deus é o que precisamos.

Na paz do Senhor,

Grácia Donadeli

Postagens Relacionadas

2 comentários