O que é o amor?

Amor, love, liebe, amare, amour ... está por todo o mundo, em todas as línguas... Mas afinal o que é o amor?  É um arrepio? É um fr...


Amor, love, liebe, amare, amour... está por todo o mundo, em todas as línguas... Mas afinal o que é o amor? 

É um arrepio? É um frio na barriga? O amor é uma resposta de quando alguém nos faz alguma coisa boa? 

Não, o amor não é um mero sentimento inconstante nem tão pouco da forma banal que os filmes de Hollywood representam.

A Bíblia nos fala em 1 Co 12.31 - 13. 1 -8 sobre o que é o amor e que ele é um caminho sobremodo excelente, é um dom divino que está acima de todos os outros dons.

Podemos falar em línguas de homens e até se fosse possível em línguas de anjos, podemos ter o dom de profetizar e ser muito bons em pregar, podemos ser 'acima da média' nas ciências ou o PhD na fé a ponto de mover montanhas, podemos ganhar na mega-sena da virada e repartir os milhões com os pobres ou ainda entregar nosso próprio corpo para queimar na fogueira mas, se não tivermos AMOR, nada disso vai ter proveito, tudo terá sido em vão!

O amor é dom supremo provindo dos altos céus e está acima de tudo!!!

Amor é um dom e é também um mandamento.

Em Mateus 20. 37-40 Jesus "resumiu" os dez mandamentos em apenas dois: amar a Deus e amar ao próximo e em João 13. 34-35 Jesus nos dá um novo mandamento de amar-nos uns aos outros assim como Ele nos amou e assim seremos reconhecidos que somos discípulos d’Ele.

Nesse texto de 1 Coríntios 13, vemos as características do verdadeiro amor:

O amor é paciente: Paciência é demorar muito pra ferver, porque mantém a chama baixa. E quantas vezes a gente já experimentou a paciência de Deus nas nossas vidas? Então é hora de nós amarmos com paciência!

O amor é benigno: benignidade é agir com bondade para as pessoas amigas ou inimigas, pagar o mal com o bem sempre!

O amor não arde em ciúmes: ciúme está intimamente ligado com a inveja, cobiça. Então o verdadeiro amor não arde em ciúmes, não tem inveja cobiçando o que os outros têm.

O amor não se ufana, não se ensoberbece: isto é, não se torna envaidecido, orgulhoso de si mesmo, mas na verdade coloca as outras pessoas antes de si mesmo, como Paulo ensina em Filipenses 2.3 "considerando cada um os outros superiores a si mesmo."

O amor não se conduz inconvenientemente, não é grosseiro com as pessoas, mas na verdade é cortês, gentil.

O amor não procura os seus interesses, não é egoísta, não tem uma obsessão por si mesmo que exclui os demais e magoa a todos “Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros.” (Filipenses 2. 3-4)

ENQUANTO O AMOR CONSTRÓI RELACIONAMENTOS O EGOÍSMO SÓ DESTRÓI!

O amor não se exaspera, não se irrita, o amor não perde o controle...

O amor não se ressente do mal guardando mágoas, o nosso coração tem que ter "Alzheimer", esquecendo, jogando fora todo lixo que talvez queiram colocar, e reter somente o que é bom.

O amor não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade aplaudindo o que é certo! O verdadeiro amor não diz “bem-feito!”.

E ainda Paulo diz que o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta! Aqui não diz que sofre, crê espera ou suporta somente algumas coisas, diz que tudo, em todo tempo, em toda a situação e circunstância, seja ela fácil ou difícil, seja o que gostaríamos ou não, o amor tudo sofre, crê, tudo espera, suporta e não desiste porque o amor jamais acaba!

Mas como eu posso amar dessa forma? 

Podemos amar com esse amor divino porque primeiramente recebemos o amor de Deus com todos esses atributos. E a maior prova desse amor de Deus foi Cristo ter morrido por nós, pecadores, imerecedores de tanto amor! E um amor que jamais acaba independente do que façamos.

E por termos recebido tamanho amor temos e podemos ser um canal do amor de Deus para a nossa família, irmãos na fé, vizinhos, amigos e até inimigos. "Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste." (Mateus 5.44-48)

Amar não é esperar ter um sentimento, mas sim optar amar, escolher e buscar obedecer a Deus e AMAR, pois: “Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê.” (1 João 4.20)

A palavra de Deus nos diz que Deus é amor! E como embaixadores de Cristo que somos aqui na terra, que representemos Ele assim como Ele o é, que tanto nos amou que entregou a sua própria vida por nós.

Amemos!

Que Deus nos abençoe.

Grácia Donadeli

Postagens Relacionadas

0 comentários