Das humanidades... (tão humanos quanto todo mundo)

Tão humanos quanto Adão e Eva que pecaram ainda dentro do Jardim do Éden querendo ser igual a Deus. Tão precipitados quanto Sara ...



Tão humanos quanto Adão e Eva que pecaram ainda dentro do Jardim do Éden querendo ser igual a Deus.

Tão precipitados quanto Sara que quis resolver por si mesma seus problemas.

Tão usurpadores quanto Jacó que tomou para si o que pertencia a outro.

Tão invejosos quanto os irmãos de José que tramaram contra seu próprio irmão.

Tão covardes quanto Moisés que fugiu do Egito durante anos.

Tão murmuradores quanto o povo de Israel que reclamou no deserto apesar de nada lhes faltar.

Tão omissos quanto Eli que não corrigiu seus filhos.

Tão desobedientes quanto Saul que não respeitou as ordens divinas.

Tão lascivos quanto Davi que desejou a mulher de seu próximo.

Tão desviados quanto Salomão que em sua velhice começou a seguir outros deuses.

Tão desesperançados quanto Elias que chegou a pedir a morte.

Tão ambiciosos quanto Geazi que recebeu uma oferta que não devia.

Tão medrosos quanto Jonas que preferiu fugir a obedecer as ordens de Deus.

Tão avarentos quanto o jovem rico que escolheu seus bens a Cristo.

Tão levianos quanto Pedro que disse que nunca iria deixar a Jesus, e logo depois o negou três vezes.

Tão fracos quanto os discípulos que não conseguiram vigiar e orar por uma só noite.

Tão incrédulos quanto Tomé que precisou vêr para crêr.

Somos Tão humanos quanto todo mundo!

A Bíblia inteira relata, sem medo de esconder, a humanidade caída e pecadora de todos nós. Não há um digno se quer, TODOS pecaram, inclusive eu e você! (Romanos 3.23)

Para quê ficarmos nos enganando e colocando-nos como se fossemos superiores aos demais como se não pudéssemos cair nos mesmo (ou até 'piores') pecados dos outros?

Ao mesmo tempo que a Bíblia mostra e demonstra que somos tão humanos e pecadores como todo mundo, ela também nos mostra como Deus é Santo, Justo, e que por amor nos enviou seu Filho Jesus para resgatar a nós, humanos perdidos e desgraçados.

Somos tão humanos quanto todo mundo, carecedores das misericórdias, perdão, graça e salvação divina través do Cristo Redentor.

Que passemos a ter mais compaixão e empatia pelas pessoas, vendo-as como tão humanas como nós.


Que o soberano Deus nos abençoe!


Grácia Donadeli


Postagens Relacionadas

0 comentários