Jesus, o Usurpador!

Jesus é um usurpador, porque era meu, era seu, era nosso direito e não o Dele.  Pertencia a nós mas Ele pegou, tomou...














Jesus é um usurpador, porque era meu, era seu, era nosso direito e não o Dele. 


Pertencia a nós mas Ele pegou, tomou de nós a maldição de morrer pendurados na cruz.


Pegou pra si o nosso lugar na cruz, os nossos pecados para que no sacrifício Dele fossemos limpos, purificados de toda iniquidade para podermos chegar diante de Deus e receber a vida eterna.


Apropriou-se do que não lhe pertencia, os nossos pecados, e recebeu no nosso lugar os açoites que não eram seus, as injúrias que não eram suas, o abandono pelo Pai quando Jesus estava pregado na cruz e impregnado pelas nossas transgressões.


Jesus, "subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte e morte de cruz." (Filipenses 2. 6-8)


Foi injusto Jesus ter tomado de nós a morte eterna pois Ele nunca pecou, mas somente Ele era Justo para usurpar o nosso lugar na cruz para nos dar a salvação eterna.


E essa bendita usurpação foi feita por amor a nós, criaturas indignas de tamanho amor e benevolência, mas Jesus nos amou e se entregou usurpando o lugar no madeiro de todo aquele que Nele crê e que não quer mais viver no pecado e distante de Deus, mas sim em comunhão com Ele.


Que sejamos gratos por essa usurpação sem igual!

"Bendito seja o Cordeiro,
Que na cruz por nós padeceu.
Bendito seja o Seu sangue,
Que por nós ali Ele verteu.

Eis nesse sangue lavados,
Com roupas que tão alvas são.
Os pecadores remidos,
Que perante seu Deus já estão.

Quão espinhosa a coroa,
Que Jesus por nós suportou.
Oh! Quão profundas as chagas,
Que nos provam o quanto Ele amou.

Eis nessas chagas pureza,
Para o maior pecador.
Pois que mais alvo que a neve,
O teu sangue nos torna, Senhor.

Se nós a Ti confessarmos,
E seguirmos na Tua luz.
Tu não somente perdoas,
Purificas também, ó Jesus.

Sim é de todo pecado,
Que maravilha de amor.
Pois que mais alvo que a neve,
O Teu sangue nos torna, Senhor!

Alvo mais que a neve.
Alvo mais que a neve.
Se, nesse sangue lavado,
Mais alvo que a neve serei."
(Hino 39 - Harpa Cristã)


Grácia Donadeli

Postagens Relacionadas

0 comentários