Toda forma de amor é válida! Será?

O mundo tem se tornado um campo de batalha, de um lado os conservadores de padrão familiar heterossexual, do outro lado, pessoas que def...


O mundo tem se tornado um campo de batalha, de um lado os conservadores de padrão familiar heterossexual, do outro lado, pessoas que defendem que a família pode ser composta de qualquer forma, e que gritam a plenos pulmões o slogan "Toda forma de amor é válida!". Será?


Será realmente que toda forma de amor é válida?


Deus é o criador de todas as coisas, inclusive da família, que foi instituído o padrão desde o Éden. Homem e mulher, ele como líder e ela como sua auxiliadora, ambos unidos em uma só carne de forma indissolúvel, em um só propósito: de glorificarem a Deus multiplicando-se, gerando filhos.


Porém com a queda do ser humano em delitos e pecados tudo foi corrompido, inclusive a união do casamento e a formação familiar, fazendo com que a sociedade fosse corrompida em todas as suas esferas, inclusive na estrutura familiar heterossexual.


A sociedade degenerada pelo pecado tenta forçadamente introduzir a ideia de que o relacionamento homossexual é bom, natural e que em suas partes há amor e por isso todos tem que aceitá-lo. Porém a Bíblia é enfática em dizer que a união de duas pessoas do mesmo gênero é abominável diante dos olhos Santos de Deus (Levítico 23.10 ; Romanos 1. 21-32).


Homossexualismo é pecado e consequentemente é impossível dizer que há amor nesse relacionamento pois amor verdadeiro procede unicamente do Senhor Deus e só podemos amar alguém quando já estamos debaixo do sangue remidor e purificador de Cristo Jesus. 


"E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele." (1 João 4.16)


Amor não é sentimento, um querer bem momentâneo por alguém que faz nos sentir bem ou um mero desejo sexual egoísta para satisfazer aos prazeres carnais, amor é atitude SANTA e ALTRUÍSTA em prol do outro assim como o amor de Deus que entregou a Cristo para morrer em nosso lugar, pagando nossa dívida pelo pecado.


"Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.

 Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, 
mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para 
propiciação pelos nossos pecados.

 Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos 
amar uns aos outros." (1 João 4. 9-11)

"Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos." (1 João 5:2)


Nenhuma união fora dos padrões de Deus é formada com amor genuíno, portanto um relacionamento homossexual ou até mesmo o de divórcio e novo casamento não é uma forma de amor válida pois está infringindo diretamente a santidade de Deus.


Não nos deixemos enganar por qualquer slogan que ouçamos por aí. Somente a forma de amor embasada pelas Escrituras Sagradas é realmente válida, natural, boa e perfeita.


Que procuremos ouvir somente a voz de Deus.


Em amor de Cristo,


Grácia Donadeli


Postagens Relacionadas

0 comentários