Discipulado é pessoal e não virtual!

Já faz alguns meses que eu exclui de vez todas as minhas redes sociais, tudo! Caí em mim que rede social nada mais é que um lugar...



Já faz alguns meses que eu exclui de vez todas as minhas redes sociais, tudo!

Caí em mim que rede social nada mais é que um lugar para se perder tempo em exposição maciça da própria vida, ideias, gostos e opiniões e também da vida alheia, e até pior, de querer mascarar a própria vida e se iludir com uma "vida perfeita" dos ditos "amigos".

E essa questão de exposição é algo que sutilmente vamos fazendo, e aos pouquinhos vamos expondo não somente o nosso lado "bom" mas também o ruim, o pecado que há em nós. Eu não somente vi nos cristãos mas também já vivi prepotentemente nas redes sociais, atrás de uma falsa piedade cristã de querer "alertar" o povo sobre falsas doutrinas, falsos mestres, porém as redes sociais acabam sendo um verdadeiro altar de egos exposto em debates teológicos sem fim e sem proveito algum para o nome de Deus ser glorificado.

Na ilusão de achar que estava dis-ci-pu-lan-do pessoas virtualmente, mantinha meu perfil ativo e uma página no Facebook constantemente "alimentada" onde achava que 'pessoas dependiam de mim' para lerem sobre Jesus. Ilusão sim, pois quantos segundos paramos para não somente ler, mas meditar em algo nas redes sociais? Um tempo ínfimo, para não dizer inexistente!

Jesus nos mandou sim fazer discípulos em Seu Nome, e verdadeiros discípulos de Cristo não se faz em alguns versículos postados no Facebook, em frases de reformadores compartilhadas via Twitter ou em imagens no Instagram. Isso só serve para massagear o nosso próprio ego com inúmeras curtidas e exposição da nossa (às vezes pseuda) espiritualidade... 

Discipulado verdadeiro se dá através do nosso viver diário, em nossa vida real, com pessoas do nosso convívio cotidiano, onde devem ver em nós a luz de Cristo através do negar do nosso próprio EU e não a exaltação dele em uma foto publicada.

Discipulado é relacionamento, e é impossível  se ter um relacionamento verdadeiro e profundo de forma virtual, onde podemos escolher o que mostrar e que defeitos esconder, onde se pode deletar problemas e 'photoshopar' virtudes, e também simplesmente bloquear a quem não nos agrada ou nos ofendeu, atitude essa bem contraditória ao verdadeiro discípulo, já que a caminhada cristã é um chamado ao perdão e restauração de relacionamentos e não de 'blocks'.

Talvez você tenha achado que meu pensamento seja radical demais, mas ser cristão é realmente ser radical em nossas escolhas e atitudes. Ser discípulo de Cristo é ser radical e viver na contra cultura do mundo, é ser radical em saber usar nosso tempo de vida na terra, é ser radical em extirpar tudo o que nos afasta do real propósito de vida para a glória de Deus.

Convivemos com tantas pessoas sedentas de Deus, seja no trabalho, na vizinhança e até mesmo na nossa própria família...

Que não deixemos as Boas Novas da Salvação à um clique de distância, mas o compartilhemos com nossa vida onde quer que estivermos.

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mateus 28:19,20)


Que o Senhor tenha misericórdia de nós.


Em amor,

Grácia Donadeli


Postagens Relacionadas

0 comentários